quinta-feira, 23 de novembro de 2006

Encontro Natalense de Escritores

"O conto olhou para a crônica e garantiu que a poesia iria aparecer para o primeiro encontro. À mesa, com as terceiras intenções de sempre, o romance guardava lugar ao lado de quem sentasse à cabeceira. Na hora marcada, o barulho tomou conta da sala. Era de fato a poesia, disfarçada de letra de música e acompanhada dos velhos amigos de boêmia, que convocava a todos para três dias de farra literária. A pedida durante os próximos três dias, quando uma legião de escritores nacionais e locais baixa no largo da rua Chile, Ribeira, para o 1o Encontro Natalense de Escritores (ENE), é discutir a produção literária do país. Uma reunião sem preconceito de gênero, onde a ficção e o realismo, a pobreza e a riqueza das letras de hoje estarão no divã.

A escalação de autores está confirmada com Zuenir Ventura, Rui Castro, Villas Boas-Corrêa, Antônio Cícero, Nelson Motta, Ignácio Loyola Brandão, Heloísa Seixas, Affonso Romano de Sant’Anna, Jorge Mautner, Capinan, Arnaldo Nisker, além da nova safra da literatura nacional e potiguar representada por Antônio Prata, André Laurentino, Marcelino Freire, Pablo Capistrano e a turma dos Jovens Escribas formada por Carlos Fialho, Patrício Júnior e Thiago de Góes. São mais de 40 convidados. Ao todo, 12 debates e lançamentos de livros, além dos shows de Paulinho da Viola, André Mehmari e Ná Ozetti, e Roberta Sá estão confirmados na programação do encontro. O espaço coberto comporta 850 pessoas. A entrada para todas as palestras e shows é gratuita, mas o público deve retirar as senhas antecipadamente nas bilheterias.

Hoje, a partir das 16h, o público vai ouvir o que os convidados tem a dizer sobre “Jovens Escribas - uma nova literatura”, “Novas narrativas - do Blog ao livro”, “Redefinindo o Centro e a Periferia” e “Ficção e não-ficção”. Fechando o primeiro dia, a fineza do samba de Paulinho da Viola."
in Tribuna do Norte (23/11/2006)

4 comentários:

Sofia disse...

Bons autores. Destes eu gosto muito do Rui Castro e do Nelson Motta. Imperdíveis !
Abraços,

Paulo Cunha Porto disse...

Qual é a percentagem aproximada de oriundos do Natal, Caríssimo Capitão-Mor?
Ab.

Capitão-Mor disse...

Caro Paulo Cunha Porto:
Neste certame só estarão prsentes três/quatro escitores locais. O foclorista Câmara Cascudo com vasta obra será o expoente máximo da intelectualidade da cidade.

Maria disse...

Acho a ideia de encontros de escritores muito interessante, sobretudo se forem discutidas temáticas como a divulgação da literatura, ou a motivação para a mesma.

É muito interessante esse workshop da passagem do blog ao livro.

Beijinhos