domingo, 25 de fevereiro de 2007

A noite do cinema



Esta noite, realiza-se mais uma entrega dos Òscares de Hollywood, os troféus mais cobiçados pelos profissionais da indústria cinematográfica. A presente edição apresenta um bom lote de filmes e a luta adivinha-se renhida nas principais categorias. Devido a um fuso horário mais favorável, posso assistir à cerimónia num horário razoável e espero que o serão reserve algumas surpresas agradáveis. Mais uma vez, lamento que nenhum filme português tenha sido nomeado na categoria de Melhor Filme Estrangeiro. Será uma utopia?

Óscares 2007 - Lista de Nomeações:

Melhor Filme
Babel
Entre Inimigos (The Departed)
Cartas de Iwo Jima (Letters from Iwo Jima)
Uma Família à Beira de um Ataque de Nervos (Little Miss Sunshine)
A Raínha (The Queen)

Melhor Realizador
Alejandro González Iñárritu - Babel
Martin Scorsese - Entre Inimigos (The Departed)
Clint Eastwood - Cartas de Iwo Jima (Letters from Iwo Jima)
Stephen Frears - A Rainha (The Queen)
Paul Greengrass - Voo 93 (United 93)

Melhor Actor Principal
Leonardo DiCaprio -Diamante de Sangue (Blood Diamond)
Ryan Gosling - Half Nelson
Peter O'Toole - Venus
Will Smith - Em Busca da Felicidade (The Pursuit of Happyness)
Forest Whitaker - O Último Rei da Escócia (The Last King of Scotland)

Melhor Actor Secundário
Alan Arkin - Uma Família à Beira de Um Ataque de Nervos (Little Miss Sunshine)
Jackie Earle Haley - Pecados Íntimos (Little Children)
Djimon Hounsou - Diamante de Sangue (Blood Diamond)
Eddie Murphy - Dreamgirls
Mark Wahlberg - Entre Inimigos (The Departed)

Melhor Actriz
Penélope Cruz - Voltar (Volver)
Judi Dench - Diário de Um Escândalo (Notes on a Scandal)
Meryl Streep - O Diabo Veste Prada (The Devil Wears Prada)
Helen Mirren - A Rainha (The Queen)
Kate Winslet - Pecados Íntimos (Little Children)

Melhor Actriz Secundária
Adriana Barraza - Babel
Cate Blanchett - Diário de Um Escândalo (Notes on a Scandal)
Abigail Breslin - Uma Família à Beira de Um Ataque de Nervos (Little Miss Sunshine)
Jennifer Hudson - Dreamgirls
Rinko Kikuchi - Babel

Melhor Filme Estrangeiro
After the Wedding (Dinamarca)
Days of Glory (Indigènes) (Argélia)
As Vidas dos Outros (The Lives of Others) (Alemanha)
O Labirinto do Fauno (Pan's Labyrinth) (México)
Water (Canadá)

Melhor Argumento Adaptado
Borat (Borat: Cultural Learnings of America for Make Benefit Glorious Nation of Kazakhstan) - Sacha Baron Cohen & Anthony Hines & Peter Baynham & Dan Mazer & Todd Phillips
Os Filhos do Homem (Children of Men) - Alfonso Cuarón & Timothy J. Sexton e David Arata e Mark Fergus & Hawk Ostby
The Departed - Entre Inimigos (The Departed) - William Monahan
Pecados Íntimos (Little Children) - Todd Field & Tom Perrotta
Diário de Um Escândalo (Notes on a Scandal) - Patrick Marber

Melhor Argumento Original
Babel - Guillermo Arriaga
Cartas de Iwo Jima (Letters from Iwo Jima) - Iris Yamashita & Paul Haggis
Uma Família à Beira de Um Ataque de Nervos (Little Miss Sunshine) - Michael Arndt
O Labirinto do Fauno (Pan's Labyrinth)- Guillermo del Toro
A Rainha (The Queen) - Peter Morgan

Melhor Filme de Animação«Carros» («Cars») - John Lasseter
«Happy Feet» - George Miller
«Monster House» - Gil Kenan

Melhor Direcção Artística
Dreamgirls - John Myhre, Nancy Haigh
O Bom Pastor (The Good Shepherd) - Jeannine Oppewall, Gretchen Rau e Leslie E. Rollins
O Labirinto do Fauno (Pan's Labyrinth)- Eugenio Caballero, Pilar Revuelta
Piratas das Caraíbas: O Cofre do Homem Morto (Pirates of the Caribbean: Dead Man's Chest) - Rick Heinrichs, Cheryl A. Carasik
O Terceiro Passo(The Prestige) - Nathan Crowley, Julie Ochipinti

Melhor Cinematografia
A Dália Negra (The Black Dahlia) - Vilmos Zsigmond
Os Filhos do Homem (Children of Men) - Emmanuel Lubezki
O Ilusionista (The Illusionist)- Dick Pope
O Labirinto do Fauno (Pan's Labyrinth) - Guillermo Navarro
O Terceiro Passo(The Prestige) - Wally Pfister

Melhor Guarda-Roupa
A Maldição da Flor Dourada (Curse of the Golden Flower) - Yee Chung Man
O Diabo Veste Prada (The Devil Wears Prada) - Patricia Field
Dreamgirls - Sharen Davis
Marie Antoinette - Milena Canonero
A Rainha (The Queen) - Consolata Boyle

Melhor Documentário
Deliver Us from Evil - Amy Berg e Frank Donner
Uma Verdade Inconveniente (An Inconvenient Truth)- Davis Guggenheim
Iraq in Fragments - James Longley e John Sinno
Jesus Camp - Heidi Ewing e Rachel Grady
My Country, My Country - Laura Poitras e Jocelyn Glatzer

Melhor Montagem
Babel - Stephen Mirrione e Douglas Crise
Diamante de Sangue (Blood Diamond) - Steven Rosenblum
Os Filhos do Homem (Children of Men)- Alex Rodríguez e Alfonso Cuarón
The Departed - Entre Inimigos (The Departed) - Thelma Schoonmaker
Voo 93 (United 93) - Clare Douglas, Christopher Rouse e Richard Pearson

Melhor Caracterização
Apocalypto - Aldo Signoretti e Vittorio Sodano
Click - Kazuhiro Tsuji e Bill Corso
O Labirinto do Fauno (Pan's Labyrinth) - David Marti e Montse Ribe

Melhor Banda Sonora Original
Babel - Gustavo Santaolalla
O Bom Alemão (The Good German) - Thomas Newman
Diário de Um Escândalo (Notes on a Scandal) - Philip Glass
O Labirinto do Fauno (Pan's Labyrinth)- Javier Navarrete
A Rainha (The Queen) - Alexandre Desplat

Melhor Canção Original
I Need to Wake Up - Uma Verdade Inconveniente (An Inconvenient Truth), Música e letra de Melissa Etheridge
Listen - Dreamgirls, Música de Henry Krieger e Scott Cutler. Letra de Anne Preven
Love You I Do - Dreamgirls, Música de Henry Krieger. Letra de Siedah Garrett
Our Town - Carros - Música e letra de Randy Newman
Patience - Dreamgirls, Música de Henry Krieger. Letra de Willie Reale

Melhor Curta-Metragem
Binta and the Great Idea (Binta Y La Gran Idea) - Javier Fesser e Luis Manso
Eramos Pocos (One Too Many) - Borja Cobeaga
Helmer & Son - Soren Pilmark e Kim Magnusson
The Saviour - Peter Templeman e Stuart Parkyn
West Bank Story - Ari Sandel

Melhores Efeitos Sonoros
Apocalypto - Kevin O'Connell, Greg P. Russell e Fernando Camara
Diamante de Sangue (Blood Diamond) - Andy Nelson, Anna Behlmer e Ivan Sharrock
Dreamgirls - Michael Minkler, Bob Beemer e Willie Burton
As Bandeiras dos Nossos Pais (Flags of Our Fathers) - John Reitz, Dave Campbell, Gregg Rudloff e Walt Martin
Piratas das Caraíbas: O Cofre do Homem Morto (Pirates of the Caribbean: Dead Man's Chest) - Paul Massey, Christopher Boyes and Lee Orloff

Melhores Efeitos Visuais
Piratas das Caraíbas: O Cofre do Homem Morto (Pirates of the Caribbean: Dead Man's Chest) - John Knoll, Hal Hickel, Charles Gibson e Allen Hall
Poseidon - Boyd Shermis, Kim Libreri, Chaz Jarrett e John Frazier
Super-Homem: O Regresso (Superman Returns) - Mark Stetson, Neil Corbould, Richard R. Hoover e Jon Thum

Oscar Honorário: Ennio Morricone
via TSF online

12 comentários:

Mel disse...

Muito legal, pena que não poderei assistir, estarei viajando.
Beijo e bom domingo!

Maríita disse...

Garanto que não vou ver nada, senão arruino a minha semana...

Beijocas

Isabel disse...

Eu tenho minhas predileções e ficarei cá na torcida.
Este ano DiCaprio fez por merecer e deveria mesmo levar a estatueta. Scorsese ganhará também, mas isso mais pra reparar erros do passado. Eles sempre vêm com uma dessa todo ano. E não pense que não goste dele, porque gosto e muito, acho que "Os infiltrados" não foi o seu melhor filme, apenas isso.
E Dreamgirls não deveria ganhar NADA, passar batidinho, menos ainda Eddie Murphy.

O estrangeiro: O Labirinto do Fauno

Eita, Capitão, logo mais saberemos, né não?

E não tem jeito, só se fala em Oscar. Oxe, e num é bom? :)

Cheiros,

Anónimo disse...

Ficarei a ver, hoje à noite, a entrega...pena é que não haja nenhum filme em lingua portuguesa como candidato ao óscar de melhor filme estrageiro...o ALICE merecia...mas já vi o "As vidas ....capitão , quando tiveres oportunidade vê...Abraço! Bilgas!

Ana disse...

Já lá vai o tempo em que eu fazia directas para ver os Oscares. Agora não dá mesmo...

Beijos e boa semana!

Anokas

Laurindinha disse...

O cinema portugés é obxecto de culto na cidade de Compostela... veña de visita cando o festival do Cineuropa, verá como Monteiro e Oliveira son referencias obrigadas.
Pase unha boa noite de premios! Saúdos.

sem-comentarios disse...

Aqui passa tão tarde, que não vou ver :(
mas, eu acho que "A Rainha" pode ganhar.

:)***

mystic disse...

Vi o Babel, o Departed e o Little Miss Sunshine, 3 filmes bem diferentes, mas a minha preferencia vai para o Departed. O Babel desiludiu-me, é na mesma onda do Crash mas muito mais fraco.
Logo saberemos, bem que queria ver o espectaculo mas amanhã há trabalho :(

bjs

Luís Graça disse...

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades.Já lá vão os tempos em que me babava com a noite dos óscares e não havia canal nenhum a transmitir em directo.

Eu tenho vida e horário para ver, já que sou uma espécie de Batman que atravessa as noites fora da cama. Vou seguir pela TVI.

Este vai ser o ano de Clint Eastwood. E pode mesmo lixar a vida ao Scorcese.

Quanto à melhor actriz, não deve mesmo fugir à Helen Mirren. Até a Kate Winslet está mentalizada.

Melhor actor deve ir para o Forrest Whitaker. Decididamente extraordinário, mas ainda assim custa-me que Peter O'Toole não ganhe. Tem uma tocante interpretação em "Venus". Em cada grande plano do seu rosto está um tratado de cinema, em casa frase sua está um manual sobre como utilizar a voz. De uma ternura imensa. E a fronteira da lamechice ali tão perto, sempre sabiamente evitada pelo realizador.

Quanto aos filmes portugueses, falta-nos tudo para lá chegar. Em primeiro lugar tínhamos de ter uma indústria cinematográfica e uma poderosa máquina de lobby, para fazer sinergia com o mercado.

Consolamo-nos com o director de fotografia Eduardo Serra. E é um pau!

Gi disse...

Bom dia capitão.
Vim dar os bons dias e dizer-lhe que abri ontem um novo espaço com o mesmo nome e o endereço quase igual ao meu pequenos nadas que está irremediavelmente perdido.

Estou aqui agora
http://velharias-traquitanas2.blogspot.com/

espero que goste.
Em complemento a este seu post posso lhe dizer que tenho lá o site oficial do óscares para os cinéfilos ou só para aqueles que gostam de saber tudo. É interessante.

Um beijinho, espero que goste

belinha disse...

Olé Capitão!Isso é que foi Carnavalar,hem!Festa de arromba!
O cinema português tem cotação em certos círculos mas não em Hollywood.Mas o Eduardo Serra Lá anda para nos dar algum consolo.Eu ainda não vi nada do que foi premiado.Quando se viu tem mais interesse.Gostei do Oscar do Scorsese.

Luís Graça disse...

E pronto! Nada de (muitas) grandes surpresas.
Mas fiquei espantado com o défice do Clint Eastwood e com os créditos do Scorcese, que ganha o óscar por um filme pior do que "Raging Bull", "As ruas de Nova Iorque", "Tudo bons rapazes".
Hoje vi o Ryan Gosling em "Half Nelson" e é também uma interpretação superlativa.
Emocionei-me com a "martelada" que O'Toole levou com a derrota. Fiquei atento ao seu rosto. Foi um grande desapontamento. Ele está perfeitamente consciente de que era uma última hipótese.
Emocionei-me com a homenagem a Morricone, mais do que justa.

E atenção ao filme de animação "The Danish Poet". Vi-o na sessão da Culturgest consagrada aos premiados do Cinanima. Um verdadeiro prodígio de sensibilidade e humor. Um tratado de animação, com uma narração fabulosa de Liv Ulmann. E o filme é norueguês! Eh!eh...
A derrota do "Cars" espantou-me. Mas o "Happy Feet" não demesrece,apesar de ser um filme mais linear.