segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Casamento ou Cadafalso?


Amanhã, estarei presente no casamento de uma pessoa que me é bastante próxima. Até aqui nada de novo, se exceptuarmos a idade dos cônjugues que irão contrair matrimónio. Ele completa 70 anos daqui a alguns dias e a noiva tem 34 anos. Este processo arrastou-se durante todo este ano, numa sucessão de discussões familiares e outros episódios rocambolescos. Nesta época em que as relações humanas se regem, muitas das vezes, por meros factores de interesse, admito que também alinhei com o grupo dos mais cépticos. Ainda para mais, quando vejo que são duas pessoas provenientes de estratos sociais completamente diferentes. Por outro lado, o histórico de casos semelhantes que tenho tido por aqui, indicam-me que os resultados são normalmente desastrosos. No entanto, há que dar o benefício da dúvida e, acreditar que o amor pode subsistir além da idade e dos interesses materiais. Pelo menos é esse o meu desejo, já que vejo nele uma inocente procura pela felicidade para os seus últimos anos de vida. Não querendo fazer pré-julgamentos ou ser preconceituoso, gostaria de saber as vossas opiniões sobre uma união deste tipo.

20 comentários:

freemind disse...

Embora não esteja explicito depreendo que o mais idoso terá um extracto superior em termos sociais e financeiros. Pode-se questionar o motivo de quem casa em termos finais... mas se durante o tempo de vida que o sr. terá ainda pela frente ela o tratar bem e o fizer feliz, se calhar consegue mais que muitos dos familiares que se arrogam direitos nesta fase e que não estariam lá para apoiar quando e se necessário.
Cada um deve poder fazer da sua vida o que bem entender desde ainda em poder de todas as suas faculdades.

O Réprobo disse...

Meu Caro Capitão-Mor,
a minha opinião é condicionada pela dos Interessados. Se ambos se derem muito bem, ninguém tem o que quer que seja a ver com isso. Se houver litígio público, temos o direito de os julgar como julgaríamos os de qualquer outra idade.
Posto isto, uma Amiga muito querida diz-me, repetidamente, que nenhuma Mulher se pode apaixonar por um homem com mais de 65 anos, embora reconhecendo que pode haver outro tipo de afecto, até como razão estimável para o casamento.
Não sei, nunca fui Mulher...
Abraço

Evelyne Furtado disse...

Capitão, o amor surpreende e tem várias faces. Vai ver a intenção da moça é boa. Acho que há sempre uma troca. Ele também está "interessado" na juventude dela. Ou não? Espero que dê certo.
Particularmente, acho dificil numa diferença tão grande de idade,mas...
Abraços

Nelita disse...

Imdependentemente do factor financeiro... extracto social a parte, já assim é bastante complicada a meu ver uma união com essa diferença de idades... vai pela postura, vai pelos gostos, interesses, enfim um sem numero de temas... infalivelmente vem o pensamento financeiro... cada caso é um caso e o beneficio da duvida é um direito que assiste a todos...sendo que esse mesmo beneficio pode sair caro (mais uma vez não me refiro a finanças...)
Mas como se nunca arriscarmos nunca saberemos... s´resta uma hipótese apoiar, estar por perto aconselhar e se for caso as duvidas irão dissipar-se , senão irão comprovar-se :)
sorry... testamentei um cadito...lol
bjitosss

Teresa disse...

querido capitão,

todos sabemos que a relação entre duas pessoas não assenta apenas no desempenho físico. é certo que os interesses, vontades, objectivos e forma de os atingir, com essa diferença de idades são, inevitávelmente, diferentes. mas, se as pessoas se sentem felizes e encontram o seu equilíbrio dessa forma, que somos nós para julgar?!? com essa idade, já todos sabem para o que vão e principalmente, já sabemos que uma das possibilidades é, não dar certo (como em tudo). há muitas formas de salvaguardar os interesses finaceiros e pessoais...
como amigo, penso que o melhor é apoiar com verdade todas as situações...

um grande abraço!

Gi disse...

Se é arriscado dar palpite quando se conhecem as pessoas mais ainda quando delas nada sabemos. É uma incógnita capitão. Não nos podemos esquecer que num casamento , para que ele se realize, é necessário que os dois estejam interessados ... as motivações de cada um só a eles diz respeito. Repito, o "interesse" é de ambos. O melhor é deixar correr o tempo e desejar-lhes que sejam felizes. Eu sempre achei que amor não tem prazo de validade e as diferenças de idade nunca me afligiram . O meu genro por exemplo tem quase a minha idade . Ele e a minha filha são felizes há vários anos. Como vê :)


Beijos

Maríita disse...

Pois eu casaria de bom grado com um Gabriel Garcia Marquez, tenho uma admiração profunda por ele, acho que o amaria, não penso que fosse uma relação assim tão estranha. Já a maioria dos homens mais velhos não me atrai, o que é que se há-de fazer?

Quanto ao caso em questão, aguardemos serenamente, mas gostava que depois nos contasses como é que foi.

Beijos

MRP disse...

é o verdadeiro juntar o útil ao agradável. a partir do momento em que nenhum dos dois esteja equivocado quanto ao significado da relacao, acho que faz todo o sentido.

Breaking the Waves disse...

Cada um tem a liberdade de fazer o uqe bem entender, casar ou não!
Acho que têm a idade suficiente e presumo que discernimento para decidir sobre como e com quem querem viver.
Como já várias pessoas aqui o disseram a diferença de idades é enorme... pessoalmente não me consigo imaginar a estar com uma pessoa com uma diferença de idades tão grande, não sei... linguagem diferente, vivências, modos de vida. Mas claro isto penso eu no abstrato... na real não sei!
Desde que a escolha seja dos próprios em liberdade e consciência, acho que ninguém tem nada a ver com isso.

Boa semana

Rubina disse...

Vamos la ver uma coisa. Se a gaja e rica e ele e pobre acredito que vao ser felizes. Agora se e o contrario, como dizem os brasucas, cheira-me a golpe do bau...lol...

Ontem estive numa festa brasileira fantastica. Num navio, com um deck reservado ao Turismo do Brasil, com samba e caipirinhas. O que estragava mesmo era o frio. Beijos

Tati disse...

olha, questão difícil... Difícil por que temos a educação do politicamente correto, e q2ualquer coisa dita em falso nos leva a ser taxados de preconceituosos e maldosos.
Depois de alguns anos de estrada, rugas de maturidade e visão de vida, vejo mais desastres do que sucessos nesses casos...

E tenho um pai de 81 anos que teve chances de se enrolar com essas tais moças mais jovens e mais pobres, até o momento em que elas descobriam que ele era mais papo que conta no banco... Aí sumiam, para nunca mais!

Mas se eu tenho 31, ele tem 81!.... E seu amigo não está lá muito longe, imagino que, apesar de ficarmos mais infantis com a idade, não acho que emburrecemos... Como diz minha sábia mãe, "o diabo não é esperto por que é o diabo, é por que é velho"... Aposto que ele sabe onde está se metendo...

"Se ela quer meu dinheiro, tudo bem eu pelo menos vou desfilar bonito na fita"....

Vai saber...

marta disse...

Acho difícil julgar alguém.

mas direi que Pilar del Rio conheceu Saramago quando este tinha 64 anos, sem ser rico e feio como só ele o sabe ser.
Ela tinha 36 anos. Casaram dois anos depois.

O homem tem um temperamento irrascível e só muito depois ganhou o Nobel.

marta disse...

aquilo que me sugeriste foi a sério?

Sininho disse...

Capitão cá tou eu no Forte, agora vim para ficar mesmo.
Em relação a isto eu tenho muitas dúvidas acerca destes casamentos, e como dizes se as pessoas proveem de extractos sociais diferentes, eu costumo ter uma frase para isto: "É por amor ou por interesse", espero que para felicidade do senhor seja por amor, mas mesmo assim tenho sérias dúvidas. Capitão esta é a minha opinião posso me ausentar? Beijinhos e até amanhã

Ana disse...

Tens um prémiozito lá no meu cantinho!

Bjs

Fios de Seda disse...

Caríssimo Capitão-Mor,

Nisto das coisas do Amor, melhor mesmo deixar que as coisas aconteçam e ACREDITAR que tudo vai dar certo.
E há tantas formas de Amar e ser Amado!
Gostei de o encontrar Capitão! Já o procurava faz tempo...

O Réprobo disse...

Ah, ainda faltou dizer uma coisa:
aquele ditado popular "homem velho e mulher nova ou dá corno ou dá cova" deve ter outro qualquer a defender o contrário...
Ab.

AnadoCastelo disse...

Eu acho que se for por amor não é a diferença de idades que vai influenciar um casamento. Agora se for por dinheiro, não vai durar muito não.
Bjs

Ana disse...

Eu acho o seguinte:
sim, à partida eu estranho tb uma união dessas... Penso logo que seja por interesse. Mas acho isso errado, porque é preconceito.

Existe muita gente que ainda acha que o Léo e eu vamos casar por interesse em conseguir ficar legal um no país do outro sem grande esforço. E fico triste com isso. No entanto, às vezes tb sou meio céptica quanto ao tipo de uniões que referiste. Mas sabes, eu acredito no amor, em qualquer circunstância...

Mad disse...

"Homem velho e mulher nova ou dá corno ou dá cova." Já foi dito aqui, mas eu achei que valia a pena repeti-lo, nem que seja para te fazer dar mais uma gargalhada.

Boa sorte... para a third party. Não saía mais barato contratar uma enfermeira???

Desculpa o humor negro, mas já percebeste que sou muito céptica quando toca a amores deste género.