sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Ao serviço de Sua Majestade, o Rei Momo!


Eis que chegou a mais importante festa brasileira, celebrada em grande estilo no Rio de Janeiro, Salvador e Olinda. O Carnaval tornou-se um evento de massas, que envolve a população quase por inteiro e atrai milhares de turistas estrangeiros. Uma festa popular que revela a atitude mais relaxada e tolerante dos brasileiros em relação à sexualidade e a paixão colectiva pelos ritmos quentes do samba, axé e frevo.
Por esta hora, o país já parou por completo. Resta-me arrumar a mala e partir de viagem rumo a uns dias de folia e pecado consentido. Na quinta-feira, estarei de regresso à administração da capitania...

22 comentários:

Peach disse...

foste convidado para outra festa :)

RASCUNHOS -Yasmine Lemos disse...

Vim conhecer o seu blog,retribuindo sua visita ao meu.
Parabéns pelo layout e pelos textos também, ,parece uma revista eletrônica.
abçs
Bom carnaval

Teresa disse...

aproveite bem!

beijão.

O Réprobo disse...

Folgue muito, Caro Capitão-Mor. O que temos por cá, atrofiado e cheio de cotra-indicações históricas, nada tem a ver.
Abraço

Gi disse...

Quando por aqui se diz que há carnaval sorriu com a amostra :)
veneza tem as minhas preferências mas reconheço que aí é um mndo completamente à parte.

beijinhos, diverte-te, na volta cá te espero.

:)

Teresa Durães disse...

pois... carnaval brasileiro não me seduz...

Teresa Durães disse...

P.S. Nenhum deles, nem o português nem o brasileiro

Cláudia Pinto disse...

Detesto o Carnaval... não lhe acho a mínima piada! Só o vivi intensamente quando era pequena e me mascarava. Depois, conforme fui crescendo, a magia perdeu-se e não acho piada. A única coisa positiva é poder tirar uns dias de férias e descansar.

Bom Carnaval e diverte-te muito!

ana disse...

Eu tb não gosto muito do Carnaval... pelo que vejo na TV, e multidões e multidões de gente, e eu sofro um pouco de claustrofobia... ahaha! E como não sei sambar... Mas no Carnaval 2009 estarei no Brasil, com certeza, aí vou poder dar a minha opinião!;)

Breaking the Waves disse...

diverte-te!!

:)

Zé Povinho disse...

Aproveitar a vida ao máximo, talvez seja um imperativo da temperatura dessas bandas. Por cá isto é mais murcho e não me desperta grande curiosidade, talvez apenas as crianças me façam soltar um sorriso.
Abraço do Zé

a voz disse...

Belíssima!
Bom Carnaval.

Anónimo disse...

é só comer gatinhas!

marta disse...

Nunca gostei de carnavais, em tempo nenhum, de nenhuma maneira

Baah! e eu que sou tão alegre

Zé Povinho disse...

Não me parece que o capitão-mor esteja em apuros nestes dias, mas também bastava pedir ajuda, que deste lado do Atlântico há muito quem lhe desse uma ajuda.
Abraço do Zé

Rubina disse...

Nao gosto de Carnaval, mas gosto ainda menos de em Portugal se despirem como se tivessemos o tempo do Brasil. Mas espero que etejas a passar uma optima quadra. Jinhos

Carla disse...

Mesmo para quem, como eu, não gosta de Carnaval, o Samba é um ritmo que não me consegue deixar indiferente

freemind disse...

Um comentário me vem ao espirito: que INVEJA!!!!!!!

Anónimo disse...

Vai editar as "melhores" fotografias deste carnaval???????????????????????????

Anónimo disse...

Vai editar as "melhores" fotografias deste carnaval???????????????????????????

Paula Crespo disse...

Merece alguma reflexão isto de os portugueses dizerem sempre que não gostam de Carnaval. Não sei bem se é por moleza, se é por tristeza. Eu também não gosto do Carnaval trapalhão, que se vai fazendo por cá, ao deus-dará, sem eira nem beira... Também não acho grande piada ao brasileiro, sempre subordinado à velha fórmula do samba e sexo; já cansa. Mas, se for uma coisa organizada e bem feita, pode ser muito divertido. Este ano, com um grupo de amigos que não dispensam a folia carnavalesca, integrei uma Aldeia Gaulesa, com legião romana e tudo, de fazer inveja ao original!! Bem fixe! :-)))

Evelyne Furtado disse...

Carnaval no Brasil não é só samba e sexo( o que também é bom) Tem mais que isso: frevo, axé,marchinhas e muita animação.
O mais importante é a alegria que leva desde a criança até o idoso a cantar, dançar e curtir de alguma forma o carnaval.