quinta-feira, 12 de junho de 2008

Manjericos & Sardinha Assada


Hoje a minha bela cidade natal, veste-se de gala para celebrar o Santo António, seu santo padroeiro. A rivalidade dos bairros agudiza-se no desfile das marchas populares e as ruas enchem-se de povo para uma noite de farra. Em todos os recantos se avistam os incontornáveis manjericos e sente-se o aroma das sardinhas a assar na brasa.
Pois que se celebre a tradição com alegria e sinta-se vaidade em ser lisboeta. Por aqui, festeja-se o dia dos namorados em devoção a esse santo casamenteiro.

8 comentários:

Ana* disse...

Ai ai ai ai... O que eu dava para ir a um bailarico, ouvir os Irmãos D'Ouro a cantar "Apita o comboio", comer umas sardinhas assadas em pão alentejano, uma travessa de caracóis e uma bejeca bem gelada...
Ai ai ai....

PS: o comentário apagado era meu...=)

belinha disse...

Viva o Stº António, viva o São João, viva o 10 de Junho e a Restauração!Viva até S. Bento se nos arranjar, muitos feriados para festejar!(Acho que isto é uma canção qualquer!!!!)Acabo de dar uma volta de carro pela Figueira da Foz e está tudo mais que parado.A Câmara tem umas luzes com uns manjericos magros, há um arraial a modos-que-pequeno da Misericordia local com Quim Barreiros e Canário das concertinas, uma feiroca com farturas, montanha russa e carrocel...mmm...não sei: é a crise!
E anteontem vi o Hotel Marany na Telebisaõ...e lembrei-me do capitão!:-)Até rima como as quadras dos manjericos!Eu adoro manjericos!A sério!Gosto mesmo!Amanhã vou ver se compro um...
Espero que tudo esteja ok por aí, eu ando sem tempo para blogar coisas de jeito...

ana v. disse...

Pois eu acho que namorar é uma óptima maneira de festejar o Santo António. E os outras Santos também... e até o Diabo, pensando bem!
Beijinho
;)

Paula Crespo disse...

A nossa cidade natal, Capitão! :)
Ontem à noite lá fui eu para cumprir a tradição. Apesar das longas filas de espera para jantar, do fumo a sardinhas e da multidão. Mas o tempo ajudou, que esteve uma noite daquelas!...
Um bom fim-de-semana, deste lado do Atlântico!...

Gi disse...

Já vou deixando que se cumpra a tradição com a minha filha (que tem a tua idade, para que conste) que o rapaz é masi caseiro, como eu. Já houve tempo em que não dispensava a farra, agora o comodismo instalou-se . Como já disse hoje em qualquer sítio, a tradição ainda é o que era, eu é que não :)

Beijinhos

Evelyne Furtado disse...

Oi, Capitão!
Tenho um carinho enorme por Santo Antonio. Recorro a ele sempre, inclusive para encontrar coisas perdidas, e ele não me falha.
Deve ser massa essa festa em sua cidade.
Beijos

Anónimo disse...

Ai que saudades das festas juninas ,do arrastapé.....do forró,das quadrilhas,saltar as fogueiras,concurso de quadrilhas no praia shoping....todo o mundo a dançar...
...terrinha boa...que nao é preciso muito para se ser feliz!!!!




abraço
Dida

tony disse...

este ano fui a um arraial nos Prazeres. Confesso que gostei de ver aquele populismo.Num ambiente onde as crianças brincavam e os adultos comemoravam á mesa o Santo António.Gostei do bairrismo salutar daquelas gentes. Depois fomso a pé até à Bica e foi a confusão. Confesso que prefiro a Bica noutras alturas do ano. Tinha lá estado no sabado á noite e na noite de Santo António tava o triplo das pessoas.
Acabei por nao ir ao Castelo ou Alfama.
Mas o que eu gostei foi do bailarico nos Prazeres...eh eh eh