domingo, 6 de janeiro de 2008

Essência de Heroísmo


Vice-rei da Índia. Serviu os reis D. Afonso V, D. João II e D. Manuel I, que o mandou para a Índia, em 1503. Afonso de Albuquerque tinha um vasto plano para o Império e a conquista de posições estratégicas no Índico. Com uma pequena armada, Afonso de Albuquerque conseguiu feitos espantosos, daí ter uma hoste de inimigos. Apoderou-se da cidade de Goa. Grande administrador e diplomata. Ferido em combate, morreu à vista de Goa, deixando-nos esta frase repassada de sabedoria e amargura: Mal com os homens por amor del-rei e mal com el-rei por amor dos homens.

5 comentários:

Ana disse...

Essa estátua é pertinho, pertinho da minha casa!=)

Euro-Ultramarino disse...

Grande entre os Grandes, Caríssimo Capitão-Mor. E, naquelas paragens, não nos esqueçamos de outro Grande: D. Francisco d´Almeida, o terror das esquadras de Mafoma.
Abr.

O Réprobo disse...

Era um vsionário, meu Caro Capitão-Mor, sabe que Ele chegou a pensar desviar as águas do Nilo, para vencer os Muçulmanos pele sede e pela fome decorrente da falta de água?
Abraço

Teresa Durães disse...

excelente post! gostei!! não conhecia a vida do Albuquerque

AnadoCastelo disse...

Que bom História. Pois é meu caro capitão tivemos homens com H maiúsculo. É pena que agoram não abundem por estas paragens. Dava jeito.
Bjs