terça-feira, 27 de novembro de 2007

Curiosidades


Estou convencido de que os modestos moto-taxis, tão comuns na maioria das cidades brasileiras, personificam a verdadeira essência do famoso jeitinho brasileiro. Se por um lado, proporcionam transporte rápido e barato a uma população que não tem possibilidades de pagar um taxi convencional, por outro, oferecem possibilidades de emprego a várias pessoas com poucas habilitações académicas. Curiosamente, esta modalidade de transporte é proibida em Natal, embora os moto-taxis sejam bastante numerosos nos municípios limítrofes.

6 comentários:

Maríita disse...

Na República Dominicana são os motoconchos, uma espécie de motas da Famel a que acrescentam um atrelado coberto...no fundo, no fundo uma espécie de riquexós dos tempos modernos...

Beijinhos

Rubina disse...

Eu tenho saudades dos coco-táxis e bici-táxis de Cuba. El comandante jefe!

O Réprobo disse...

Grande progresso, quando lembramos os taxis puxados por ser humano de tiro, ainda no Século XX...
Abraço, Meu Caro Capitão-Mor

MariaTuché disse...

Não dá para entender!!

Tenho saudades mesmo é de andar na "Besta".

Um beijo enorme amigo :)

AnadoCastelo disse...

Quando comecei a ler o texto ia precisamente dizer o mesmo, em Natal não vi nada disso. Mas pronto, estamos sempre a aprender. Por cá ainda não se vê nada parecido.
Bjs

Gi disse...

Sabes que aqui háuns anos houve uma série de "apanhados" na nossa televisão e foi precisamente uma moto-táxi o motor dos "enganos".
Tenho uma prima que foi para a praça de táxis porque estava atrasada para um exame na faculdade. Foi uma das "apanhadas" e por fazer precisamente esse tipo de raciocínio (rapidez) que não achou nada de estranho ... ajudou o não pensar em mais nada o facto de ser o único táxi visível :)

Um beijinho