quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Socialites


As edições de fim de semana dos jornais diários de Natal, à semelhança dos seus congéneres lusitanos, trazem diversos suplementos. No entanto, fico surpreendido com a exitência de cerca de seis página dedicadas às coluna social local, onde se pode lêr uma infinidade de futilidade e variadíssimas fotos da pretensa gente chique e importante aqui do burgo. Cheguei a fazer uma compilação de algumas pérolas das últimas edições, mas achei que poderia tornar-se aborrecido. Ao invés disso, destaco o apontamento abaixo transcrito, como um bom exemplo do que se pode lêr nestas páginas.

EMOÇÃO
Nos 90 anos de D.Ivete de Sá Bezerra a emoção ficou por conta de Franklin Bezerra na oração dos fiéis, lida pelo filhos. Sempre moderna, na festa de D.Ivete, teve presença de go-go boys para dançar com as "solteiras" e o salão ficou cheio o tempo todo.


Ora aqui está, uma bela forma de unir o sagrado ao profano numa celebração de aniversário. Temo que a aniversariante, tenha avançado com um processo contra a sua família. Sim, porque nestas idades, a visualização de rapazotes despidos, poderá ser prejudicial à saúde...
Agora expliquem-me a necessidade de preencher cinco a seis páginas com coisas deste tipo. E não me venham dizer, que sou embirrante e elitista!

10 comentários:

Maríita disse...

A necessidade de escrever este tipo de artigos prende-se com a necessidade que tu tens de te rir durante a semana toda. Assim, agarras nessas 6 páginas e sempre que estiveres de mau humor, pimba! E se não te rires é porque não tens sentido de humor.

Beijocas

Mad disse...

LOL! Este melting pot brasileiro não cessa de me surpreender!

Gi disse...

Aí deve ser bem pior so que aqui, a clivagem social é maior . Ainda dão mais importância ao "doutores" do que aqui, as revistas de fofocas estão desde há muito, a anos luz das daqui ... se cá já acho demais imagino por aí !
Nao há pachorra ... mas há mercado e ao que parece sobrevivem , Gostos :)

beijinhos

Cristina disse...

Não me digas que fazes como eu: ler as páginas "cor-de-rosa" para puder rir?!

Este nosso mundo está entregue à bicharada...

Beijo beijo ;)

Breaking the Waves disse...

Passo os olhos nas revistas do género enquanto almoço no refeitório lá do estaminé... é uma forma de me abstrair de gralhas e afins!!!! Sempre me rio um pouco e não tenho de responder a disparates... :P

Mel disse...

Fazer o que? E ainda vende!

Peach disse...

tu nem me fales disso que eu ODEIO essa gentinha!

grrrr


beijos

O Réprobo disse...

Ora, Caro Capitão-Mor, tido se prende com as aspirações do mercado. Há muito mais gente a querer poder dar festinhas destas do que a ser discípulo de Kant. Logo, bastam dez linhas para noticiar uma nova edição das «Críticas», enquanto que a parte de leão (sem ofensa) vai para o que verdadeiramente interessa ao grande público. O intuito educativo fica confinado a este blogue...
Abraço

Evelyne Furtado disse...

Capitão. não se engane, isso "rende" reais para os jornais e o "prosseco" desses "jornalistas", além de afagar o ego de quem precisa.
Coisas exclusivas de Natal? Creio que não. Mas seu destaque foi excente. Do real ao profano e ainda se publica nas páginas, heheehe.
Bjs

AnadoCastelo disse...

Lol! Há gostos para tudo, não é? Não é só aí, aqui de repente toda a gente quer aparecer em revistas. Deve estar na moda. Eheheheh
Só para rir, né?
Bjs e bom fim de semana