sábado, 15 de março de 2008

Relíquias da Indústria Nacional


Ao contrário do carismático UMM Alter, o jipe Portaro de fabrico nacional foi um produto relativamente anónimo da incipiente indústria automóvel portuguesa. Equipada com um motor diesel da Aro, importado da Roménia, a viatura possuía um aspecto rústico e o conforto de utilização não era o seu forte. Claramente vocacionado para utilização profissional, grande parte da produção da fábrica da marca no Tramagal foi escoada para corporações de bombeiros, autarquias e empresas agrícolas.
No entanto, em textos mais antigos, já fiz notar que sou um apaixonado por jipes puros e duros e recordo-me que em 2000, cheguei a ponderar a aquisição de um carro destes num leilão da Câmara Municipal de Loures. Porém, uma estimativa de custos de recuperação fizeram-me recuar desta pequena loucura. Mesmo assim, gostaria, de retratar para a posteridade um modelo que alguns de vocês devem desconhecer por completo mas que fez parte do limitado mundo automóvel português.

4 comentários:

Smartphone disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Smartphone, I hope you enjoy. The address is http://smartphone-brasil.blogspot.com. A hug.

Zé Povinho disse...

Terminou o meu afastamento quase forçado, e embora ainda tenha uma loga tarefa pela frente, espero retomar a minha actividade daqui a pouco, e com alguma regularidade.
Meu caro capitão, estou confuso, fiquei sem saber está em terras lusas, já que fala no Portaro, no Brasil de onde me parecia antes, ou na Lituânia, de onde "importou" uma brasas que até fizeram com que este velhinho computador fumegar.
Isto deu uma volta durante a minha ausência, mas eu prometo investigar melhor o assunto.
Abraço do Zé

Kalinka disse...

Esta semana o meu kalinka fará 3 anos de existência...como o tempo voa.
Fica no ar uma pergunta:
Em que dia será o 3º aniversário do Kalinka?

Prometo continuar presente na Tua Vida, através dos pensamentos comuns que nos unem, neste Mundo virtual.

Eu, depois de tantos problemas graves, e que aguentei durante 5 semanas...o organismo abateu-se e estive muito mal no domingo passado...Paragem de digestão e consequentemente uma descarga de vesícula, ainda hoje não estou bem, muito debilitada fisicamente.

Beijinhos.
Boa semana(é mais curta...)

Teresa Durães disse...

não sabia...