segunda-feira, 28 de abril de 2008

Estereótipos


Na sua edição de Abril, agora nas bancas, a revista Brasileiros publica extensa reportagem centrada em Lisboa em que destaca a diferença entre os estereótipos que por vezes ainda existem no Brasil em relação a Portugal e as novas realidades portuguesas.
"Os brasileiros que visitam Portugal surpreendem-se com um país moderno, diferente do que imaginam, e a notícia se espalha" - destaca a revista, citando o presidente da companhia aérea portuguesa TAP, o brasileiro Fernando Pinto

Vida cultural vibrante, sofisticação e urbanidade, uma sociedade miscigenada, em que se cruzam gentes de todas as cores, gente jovem com iniciativa, contactos e consagração na Europa e no mundo, familiarizada com as novas tecnologias, com saudades, sim, mas do futuro - eis o que a"Brasileiros" descobriu em Portugal.
E sempre um olhar de familiaridade com o Brasil, consciente das raízes comuns : "brasileiro não é estrangeiro. É como se fosse parte de nós" - na expressão de um dos entrevistados.

9 comentários:

Paula Crespo disse...

Aleluia!!! Até que enfim que se difunde uma imagem diferente da antiga, do país com mulheres de bigode, merceeiros e afins ;))
Boa semana!

Ana disse...

Estão mesmo a falar de Portugal???LOL

Bjocas

Evelyne Furtado disse...

Legal, Capitão. É bom que se desmistifique as impressões erradas entre os dois paises.
Bjs

Júlia Moura Lopes disse...

já enjoa tanto brasileiro por cá,sim ;-)

é bom que vc venha para cá para defender o nosso território.

beijo

Evelyne Furtado disse...

Capitão, eu sugiro que vc retorne ao tema, pois tenho certeza que não tratamos mal os portugueses por aqui (salvo algumas exceções) e acho a intolerância um dos piores sentimentos entre pessoas civilizadas.

T disse...

Tenho a certeza disso Evelyne. Tenho muitos e bons amigos brasileiros e sempre fui bem tratada, diria mesmo excelentemente, no Brasil.
Aqui no meu bairro moram muitos brasileiros, gente calma e simpática, com que é agradável conviver.
Um abraço.

musqueteira disse...

viva capitão-mor!envio-lhe um Link sobre monarquia e sua obra na cidade de lisboa":
http://real-abranches.blogspot.com

Evelyne Furtado disse...

Obrigada T, não vejo com simpatia a intolerância, pois as pessoas são legais ou não independente de que paises nasceram. Também me assustei quando minha cidade, de repente, foi invadida por noruegueses, holandeses, italianos etc., pois inflacionaram a vida em Natal. Revi meus conceitos e circulo tranquilamente entre eles. Quanto aos portugueses, nunca tivemos problemas com vocês aqui no Brasil.
Beijos

AnadoCastelo disse...

A Júlia Moura Lopes esqueceu que foram os portugueses que primeiramente foram para o Brasil e também esqueceu o fluxo de emigração para França e para outros países quando os portugueses não tinham que comer no tempo da ditadura, também esqueceu que a cidade de Nova Jersia, nos EUA, tem uma população maioritária de portugueses, também esqueceu da maioria dos portugueses que vivem no Canadá, África do Sul e por aí fora.
Não podemos apontar o dedo para os outros quando devemos de olhar primeiro para nós. E tanto quanto eu saiba a maioria dos portugueses até tem um carinho especial pelos brasileiros.
O que é que a senhora tem medo? Que os brasileiros tenham o emprego que os portugueses não querem?
Só que uma boa parte dos chamados brasileiros são de descendência portuguesa, minha cara.
Antes de falar pense bem no que vai dizer para não sair asneira.
Bjs Capitão